Se você é daqueles(as) que não consegue ficar um dia sem acessar o Orkut do seu namorado, fuçar o celular para saber se ele recebeu ligações de uma mulher desconhecida ou acessar o e-mail dele para procurar algo suspeito, seja bem-vinda à era do ciberciúme.
Mesmo sendo um jeito discreto de fuxicar a vida do seu amor, até que ponto é bacana invadir a privacidade dele? Isso pode virar um vício, sabia? Cuidado!

A DIFERENÇA ENTRE HOMENS E MULHERES
Quando os homens desconfiam das mulheres, eles vão atrás de provas concretas de traição. É preciso aprender com eles. As mulheres buscam indícios, trocas de e-mails sugestivas, recadinhos no Orkut e sempre acham que a suposta "sirigaita" é mais bonita e mais gostosa. Muitas vezes, ilusões são criadas através dessas supostas evidências que, em boa parte dos casos, não quer dizer nada. Abra o jogo com o ele e relaxa, menina!

A PRAGA DO ORKUT
O site de relacionamentos Orkut é a febre entre as ciber-ciumentas de plantão. A vida vira um livro aberto e, ao adicionar uma ex-namorada ou uma amiga de longa data com que o cara não teve nenhum envolvimento, a namorada já fica neurótica achando que está sendo traída. Olhar diversas vezes por dia os scraps do namorado pode causar dependência, viu?! Quando menos se espera, você gasta boas horas do seu dia procurando por coisas que, algumas vezes, nem existem.

TRAIÇÃO VIRTUAL
Mesmo sabendo que muitas das nossas "neuras" são exageradas, é preciso ficar alerta porque a traição virtual existe, sim. Talvez você já tenha trocado e-mails mais calientes com um amigo íntimo, mas não passou disso. Porém, alguns caras podem acabar arrumando uma "amante virtual" e levar uma vida dupla. Se ele passar tempo demais no computador, em salas de bate papo ou no MSN com pessoas que você não conhece, desconfie.

{txtalt}


0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial